Grupos temáticos

  

GT 01 – Ensino de Língua Portuguesa em perspectiva Multimodal

 

Coordenação: Dra. Darcilia Marindir Pinto Simões (UERJ/SELEPROT) e Dra. Aira Suzana Ribeiro Martins (Colégio Pedro II)

Resumo: Com a meta de contribuir para a produção de aulas de língua mais eficientes, propomos esse GT cujo escopo é a troca de experiências didático-pedagógicas que dinamize as aulas de Língua Portuguesa. Priorizamos nessa oportunidade a contribuição dos recursos multimodais e do multiletramento (Dionísio, 2006), considerando que ajudam na mobilização das múltiplas inteligências (Gardner, 1995-6). Nessa perspectiva, entende-se a prática pedagógica de língua como momentos de vivência orientada, de modo a levar o estudante a observar e tirar proveito tanto dos recursos multimodais que o cercam como de sua múltipla competência cognitivo-sensorial. Nessa ótica, é preciso operar no multiletramento, para que o sujeito possa transitar pelos ambientes multimodais e assim obter informações, que contribuam no seu processo de desenvolvimento das competências linguísticas. As questões provocadoras iniciais seriam: 1) Em que consiste o multiletramento? 2) Como explorar os recursos multimodais no processo de multiletramento ? 3) Qual a importância das imagens nas aulas de língua? 4) Como aproveitar a teoria das inteligências múltiplas como suporte para o multiletramento e, por conseguinte, para o desenvolvimento das competências comunicativo-expressivas?​

 

 

GT 02 – Contextos e Práticas em Ensino e Descrição de Português Língua não Materna

 

Coordenação: Dr. Alexandre do Amaral Ribeiro (UERJ) e Dra. Ana Regina Vaz Calindro (UERJ)

 

Resumo: Este GT reunirá trabalhos que contribuam com reflexões teórico-práticas e apresentem resultados de pesquisas cujo objeto de estudo seja o português como língua não materna em suas diversas perspectivas (português para estrangeiros, português língua de herança, português língua adicional, português como segunda língua para surdos, português como segunda língua para indígenas etc.) São de especial interesse propostas que articulem descrição e ensino em contextos e práticas multidisciplinares. O grupo poderá acolher comunicações que analisem aspectos gramaticais, léxico-semânticos, pragmáticos, lexicográficos, interculturais, historiográficos, políticos e afins.

 

GT03 – Práticas de expressão verbal na sala de aula: estratégias possíveis 

 

Coordenação: Dra. Tania Maria Nunes de Lima Camara (UERJ)

 

Resumo: Muitas são as teorias que fundamentam o estudo da Língua Portuguesa, nos aspectos relacionados à leitura, à produção textual e à gramática. Tais teorias são divulgadas por meio de publicações e de conferências e palestras realizadas em eventos nacionais e internacionais. A grande questão, porém, que frequentemente se coloca para o professor é a seguinte: no dia a dia com os alunos, como trazer para a prática a(s) teoria(s) apresentada(s)? Sabe-se que os professores realizam, na sala de aula, atividades criativas, produtivas, que envolvem o aluno, fazem com que ele perceba a funcionalidade de determinados conteúdos, solucionam ou minimizam problemas enfrentados. Mas, infelizmente, tais práticas acabam ficando restritas ao espaço onde se realizaram; infelizmente, ninguém mais tomou conhecimento delas. O objetivo de nosso GT é, pois, trazer a experiência do professor para o centro da discussão, possibilitando aos participantes o conhecimento de novas estratégias para o aprimoramento de seu trabalho.

 

GT 04: A língua portuguesa nas trilhas lexicais

 

Coordenação: Dr. Flávio de Aguiar Barbosa (UERJ) e Dra. Denise Salim Santos  (UERJ)

 

Resumo:  A proposta deste GT é o intercâmbio de pesquisas já realizadas ou em andamento que destaquem o léxico da Língua Portuguesa, em recorte diacrônico ou sincrônico. Também serão bem-vindas propostas que apresentem o léxico como elemento relevante na área estudos de descrição da língua, do estilo, com trabalho de desenvolvimento da leitura e da produção textual.

 

GT 05- Prática de análise linguística no ensino de língua portuguesa

 

Coordenação: Dra. Leonor Werneck dos Santos (UFRJ) e Dra. Claudia de Souza Teixeira (IFRJ)

 

Resumo:  Este GT objetiva reunir trabalhos sobre o ensino de língua portuguesa pelo viés da análise linguística, que consiste na reflexão sobre a língua e seus usos, tendo em vista fenômenos gramaticais, textuais e discursivos.  Assim, convidamos professores e pesquisadores a apresentarem propostas e relatos de experiências com base nos PCN (BRASIL, 1997) e em estudiosos como Geraldi (1997), Mendonça (2009), Antunes (2009), Travaglia (2003), Koch e Elias (2006, 2009), dentre outros, que discutem encaminhamentos para o ensino de língua portuguesa voltados para a formação linguístico-discursiva dos educandos. Serão aceitos resumos sobre o tema, com ênfase no ensino fundamental e médio, que mencionem referencial teórico, objetivos, metodologia e conclusões, ainda que preliminares.

 

GT 06 - Português como Língua de Herança: diálogos entre teoria e prática

 

Coordenação: Tania Mara Gastão Saliés (UERJ)

 

Resumo: Português como Língua de Herança: Diálogo entre teoria e prática. O ensino do Português como Língua de Herança (PLH) representa uma nova fronteira na interseção de áreas como o ensino de segunda língua e o ensino de português como língua estrangeira e língua materna. Atende a “brasileirinhos” espalhados pelo mundo que intencionam aprender a língua de seus pais, avós e familiares. Muitas são as iniciativas que visam esse propósito, mas igualmente muitos são os desafios enfrentados nesse viés ainda pouco explorado. O propósito deste GT é refletir criticamente sobre eles: o que é ensinar PLH, como fazê-lo? De que modo contemplar a tríade conceitual língua-identidade- cultura nas práticas pedagógicas? Como adequar práticas pedagógicas à faixa etária, contexto e motivação dos “brasileirinhos” à luz do que sabemos sobre aquisição de línguas e das características desse novo contexto? Trabalhos que tratem do tema, seus desafios e práticas pedagógicas contribuirão não apenas para a reflexão, mas também para a constituição de um corpo teórico-prático que nos permita avançar entendimentos na área de PLH que consubstanciem um diálogo entre teoria e prática.

 

 

GT 07 - O Mestrado Profissional e a Formação do Professor-Pesquisador de Português e Literatura: desafios e possibilidades

 

Coordenação: Ana Cristina Coutinho Viegas  (Colégio Pedro II)

 

Resumo: O fortalecimento do ensino de língua portuguesa e literatura requer maior aproximação entre as pesquisas acadêmicas e as práticas pedagógicas. Essa aproximação implica necessariamente questionamentos sobre a formação do professor. Além da reforma curricular nos cursos de licenciatura, é imprescindível o investimento na formação continuada dos professores que atuam na Educação Básica a fim de que se oportunizem novos espaços de reflexão sobre o seu trabalho. Políticas públicas são fundamentais para a melhoria da educação. Vale lembrar, entretanto, que qualquer iniciativa que desconsidere o investimento no professor se mostrará infrutífera. A formação continuada resulta, entre outros fatores, da impossibilidade de se identificar, a priori, nos cursos de licenciatura, tudo que os futuros professores precisam saber para ter sucesso com a grande variedade de alunos com os quais trabalharão e com os diferentes ambientes em que exercerão a sua prática. O conhecimento contextual leva os professores para além das estratégias da prática de ensino, obrigando-os a analisar as necessidades dos alunos dentro de vários contextos socioculturais, econômicos e políticos. A proposta deste GT é refletir sobre desafios e contribuições da formação continuada de professores de português e literatura que atuam na Educação Básica, mais especificamente sobre o papel de Programas de Mestrado Profissional. O fortalecimento do diálogo entre a Universidade e a Escola Básica e a reflexão crítica sobre a prática são os eixos que o Mestrado Profissional vem procurando privilegiar, destacando a pesquisa como atividade fundamental para a atuação do professor. Ao tomar como objeto de investigação as questões relacionadas ao ensino, a prática da pesquisa no Mestrado Profissional pode influenciar diretamente a forma como o professor.

 

GT 08 – Variantes diatópicas: contribuições para descrição do português brasileiro

 

Coordenação: Cynthia Elias de Leles Vilaça (UERJ) e Dr. Marcelo Moraes Caetano (UERJ)

 

Resumo: Os estudos relativos à variação diatópica no Brasil, apesar de esboçados desde o séc. XIX, conheceram maior repercussão a partir da década de 1920, com a publicação de “O Dialeto Caipira”, de Amadeu Amaral (1920), “O Linguajar Carioca”, de Antenor Nascentes (1922); “A linguagem dos cantadores”, de Clóvis Monteiro (1933); “A língua do Nordeste”, de Mário Marroquim (1934), entre outros. Em 1952, foi constituída uma comissão para elaborar o atlas linguístico do Brasil, trabalho atualmente representado pelo projeto do Atlas Linguístico do Brasil (ALiB), o qual se fundamenta em pesquisa in loco e nos princípios da Geolinguística contemporânea. Os primeiros resultados desse projeto foram publicados em 2014. Tal publicação contempla dados relativos a variantes de 25 capitais de estado. Os próximos volumes do Atlas pretendem abranger resultados de 225 localidades, distribuídas por todos os estados do Brasil, e dos demais dados das capitais. Portanto, com o objetivo de dar a conhecer os diversos trabalhos de coleta e descrição de variantes diatópicas do português brasileiro, serão bem-vindos neste simpósio trabalhos relativos à toponímia, antroponímia, elaboração de glossários regionais etc.

 

GT 09 - Escrevendo a vida e a literatura: o autor, o seu tempo, a sua obra

 

Coordenação: Dra. Fátima Cristina Dias da Rocha (UERJ)

 

Resumo: Este Grupo de Trabalho pretende reunir estudos e reflexões sobre as variadas formas de escrita de si e do outro, em suas modalidades canônicas e em suas (re)configurações contemporâneas. Privilegiando os autores que, ao narrar a vida, dão maior ênfase ao seu percurso pelo caminho das “Letras” e da língua, este GT contempla, como formas canônicas de autorreflexão e de reflexão sobre a trajetória literária: a autobiografia, as memórias, a correspondência, o diário, o romance autobiográfico, a biografia. E, como variantes contemporâneas daquelas formas: a autoficção, os textos híbridos, as entrevistas, os depoimentos, os perfis, entre outras. Ao propor o diálogo entre essas diferentes textualizações da vida e da literatura, o GT elege a escrita de si e do outro como o espaço, sempre renovado, para o escritor automodelar-se e compor uma “imagem de si” articulada ao seu tempo, à sua obra, à sua língua.

 

GT 10 - Leitura e escrita em Gêneros Digitais

 

Coordenação: Carmen Pimentel (UFRRJ)

 

Resumo: A cultura digital é potencializada pelas redes de informação e comunicação e gera experiência de acesso amplo e aberto ao uso de recursos variados que chegam às salas de aula, ampliando interações e possibilidades educacionais. Linguagens são mescladas nos variados suportes que apresentam aplicativos e softwares que facilitam a troca de saberes de maneira plurissemiótica. O modo de ensinar, de ler e de entender o mundo ganha possibilidades diversas, inéditas e reais. Isso gera inquietações por um lado, mas excitação por outro. A linguagem, em sua natureza social e dialógica, embasa processos pedagógicos que utilizam as tecnologias digitais no ensino-aprendizagem, dando forma ao letramento digital. Prevê-se, assim, para este grupo de trabalho, contribuições centradas nas práticas docentes que utilizam os gêneros digitais no ensino da língua, da leitura e da escrita.

 

 

GT 11 - Recursos expressivos nos Gêneros Textuais

 

Coordenação: Dra. Claudia Moura da Rocha (UERJ) e Dr. Fábio André Cardoso Coelho (UERJ) 

 

Resumo:  A língua já foi considerada apenas um meio de comunicação, sendo, assim, um código a ser decifrado por seus usuários, concepção há muito superada pela de língua como um lugar de interação (KOCH, 2002). A partir dessa perspectiva, a língua passa a ser identificada como uma forma de atuação sobre o interlocutor, materializada em gêneros textuais. Construtos sociais e históricos, os gêneros textuais se caracterizam por apresentar uma estrutura própria, relativamente estável (a construção composicional), um conteúdo temático, sendo caracterizados por um estilo da linguagem (BAKHTIN, 2003).  Conscientes disso, seus usuários empregam e exploram os mais variados recursos disponibilizados pelo seu próprio idioma para gerar efeitos expressivos em seus textos. A língua, portanto, é uma imensa fonte de recursos à disposição de quem pretende se utilizar dela. Partindo dessa premissa, este GT pretende congregar trabalhos que abordem o uso expressivo dos diversos recursos oferecidos pela língua portuguesa nos mais variados gêneros textuais (letras de música, poemas, anúncios publicitários, piadas, entre outros). Nessa tarefa, diversas vertentes teóricas, como a Linguística Textual, a Análise do Discurso, a Semiótica, a Pragmática, a Semântica, a Estilística, dentre outras, podem subsidiar a análise de textos em que se dê tão profícua parceria entre recursos expressivos e gêneros textuais.

 

GT 12 - Perspectivas Sociointeracionais dos Estudos da Linguagem e seus Reflexos no Ensino de Língua Materna 

 

Coordenação: Dra. Ana Maria Pires Novaes (UNESA)

 

Resumo: Este GT pretende reunir pesquisas científicas que tenham como base teórica a concepção sociointeracionista da linguagem e suas implicações no processo ensino-aprendizagem de língua materna. O objetivo é discutir propostas metodológicas, centradas nos estudos do texto, do discurso e dos gêneros textuais, que possibilitem aos estudantes o desenvolvimento de competências necessárias para diferentes práticas letradas.

 

GT 13 - A Gramática que Ensino na Escola Básica: Congruência Teórico-Metodológicas

 

Coordenação: Dra. Maria Teresa Tedesco Vilardo Abreu (UERJ)

 

Resumo: O grupo de trabalho objetiva conhecer experiências de ensino de gramática na escola. O relato de experiência deverá propor discussão teórico -metodológica sobre o desenvolvimento dos estudantes em sua competência discursiva, considerando, inclusive, diferentes habilidades de leitura e de escrita.

 

GT 14 - Leitura e Ensino: problemas e possíveis soluções 

 

Coordenação: Dra. Maria Teresa Gonçalves Pereira  (UERJ) 

 

Resumo: A leitura na instituição escolar: o que, para que e como ler. Experiências positivas de leituras. A formação do leitor. Práticas leitoras. A Língua Portuguesa e a leitura.

 

 

GT 15 - A Linguística Sistêmico-Funcional como Ferramenta para Leitura e Produções de Textos 

 

Coordenação: Dra. Magda Bahia Schlee Fernandes (UERJ) e Dra. Vânia Lucia R. Dutra (UERJ/UFF)

 

Resumo: O Grupo de Trabalho “A Linguística Sistêmico-Funcional como ferramenta para a leitura e produção de textos” abre espaço para discussões acerca das contribuições que a abordagem funcionalista da linguagem tem a oferecer no âmbito do ensino-aprendizagem da Língua Portuguesa como língua materna. O objeto de ensino nas aulas de língua deveria ser os textos, orais e escritos, e seu funcionamento em contextos de interação. O desafio que se coloca para os professores, hoje, como condutores do processo de ensino-aprendizagem da língua, é ampliar a competência comunicativa dos alunos. Para tanto, o modelo de investigação proposto por este GT representa uma tentativa de descrição do funcionamento da língua, examinando-a como entidade não suficiente em si e analisando sua estrutura linguística vinculada a seu contexto de uso. Essa abordagem confere especial relevância à correlação entre as propriedades das estruturas gramaticais e as propriedades dos contextos em que as estruturas linguísticas ocorrem (HALLIDAY e MATTHIESSEN, 2014). Assim, este GT aceitará propostas que problematizem o trabalho com a Língua Portuguesa na Escola Básica como instrumental para a construção de significados nos textos que se leem e nos textos que se escrevem, sendo, por isso, contribuição valiosa para um ensino mais produtivo da língua materna.


GT 16 – Literaturas em língua portuguesa: sociedade, mercado e diálogo interartes.                                     

 

Coordenação: Dr. Paulo Cesar de Oliveira (UERJ/FFP) e Dra. Eloisa Porto (UERJ/FFP)

 

Resumo: O processo da circulação literária se manifesta hoje por meio do diálogo entre as diversas produções artísticas, dentre elas, a literatura, que vem representando o mundo globalizado como um complexo palco de transações e deslocamentos de obras, escritores e artistas, em geral. O GT "Literaturas em língua portuguesa: sociedade, mercado e o diálogo interartes" reúne pesquisadores interessados no estudo da diversidade cultural e na pluralidade de vozes expressa nos textos literários, no trabalho crítico e/ou na reflexão de diversas áreas do pensamento, especialmente nas Ciências Humanas e Sociais. Trabalhos que tenham como foco o papel das literaturas em língua portuguesa no mundo globalizado, com especial interesse nas discussões de políticas, sociais e culturais serão muito bem-vindos.


GT 17 – Texto e gramática: reflexões e vivências                                                                                                  

 

Coordenadores: Dra. Ana Malfacini  (UERJ); Dr. Marcelo Beauclair (UERJ)

 

Resumo: Todo professor de Língua Portuguesa, ao estimular em sala de aula uma discussão profícua sobre a língua em uso, já se deparou com situações inusitadas, seja pela curiosidade gerada nos alunos pelo tema discutido, seja pela inovação da abordagem dada a certos conceitos linguísticos outrora vistos com estanqueidade. Sob esse viés, o objetivo de nossa sessão coordenada é compartilhar experiências, a fim de fugir de fórmulas desgastadas sobre o ensino de conceitos gramaticais ou de tipologias textuais. Entendemos, portanto, ser importante trazer para o ambiente acadêmico o aproveitamento de estratégias que visam ao ensino da língua empregando suportes distintos, como jornal, propaganda, filmes, ou qualquer outro gênero.

 

GT 18 Escrevendo a História da Tradução de Literatura                                                                                       

 

Coordenadora: Dra. Maria Alice Gonçalves Antunes (UERJ)

 

Resumo: O Grupo de Trabalho “Escrevendo a História da Tradução de Literatura” representa uma tentativa de contemplar a história da tradução de literatura em geral, e também da literatura entendida em um sentido lato. Aplicamos, portanto, o termo “literatura” também à produção bibliográfica do sistema científico e do sistema religioso. O propósito deste GT é refletir sobre o processo de produção e circulação de textos literários – stricto e lato sensu, respondendo às questões da pesquisa histórica propostas por Lieven D’hulst (2001): 1. Quem são os profissionais responsáveis pelas traduções? 2. Quais são as características do texto traduzido? 3. Em que país as traduções foram publicadas? Por qual(is) editor(as)? 4. Quem foram os patronos que encorajaram ou tentaram impedir a circulação das traduções? 5. Por que as traduções foram feitas? 6. Como e quando as traduções foram feitas? 7. Qual é o efeito que as traduções exercem no público leitor? 8. Qual é a função das traduções na sociedade? Trabalhos que tratem da história da tradução de textos literários contribuirão para o crescimento da área.

 

GT 19 A Língua Portuguesa em contextos profissionais                                                                                      

 

Coordenadoras: Dra. Tania Sheperd; Dra. Patricia Bertoli

 

Resumo: O grupo de trabalho tem por objetivo discutir as práticas discursivas de contextos profissionais., incluindo-se aí os contextos acadêmicos. Serão discutidas também as metodologias que enfocam os gêneros típicos de contextos profissionais e acadêmicos, bem como as práticas identitárias nesses contextos.

 

Buy Nutrisystem Everyday 5 Day cheap walmart nutrisystem meals nutrisystem coupons mart online nutrisystem reviews at costco order 5 day nutrisystem online diet nutrisystem one day meal kit best place to buy nutrisystem buy Nutrisystem 80 nutrisystem turbo 10/a> buy cheapest nutrisystem at walgreens best 3 week diet for men online reviews nutrisystem club nutrisystem food weight loss diet food how to get weight loss fast buy original forskolin Garcinia online buy natural forskolin where i can buy forskolin cheap the forskolin natural diet with nutrisystem nutrisystem diet club best diet plans order diet pills online usa 3 week diet plan nutrisystem shakes Official Nutrisystem site Cambogia Garcinia Safe Online Garcinia Cambogia Safe best extract diet pills How i can Garcinia know Get Garcinia diet 24 hour 28 day nutrisystem plan order meals plan of nutrisystem weekly nutrisystem cost nutrisystem pricelist online cheap cheapest buy nutrisystem on line best auto insurance quotes car insurance companies online Penis Enlargement best review